E-learning

Ok, muitas pessoas já olham desconfiadas só ao escutar falar em e-learning. No entanto, já é hora de baixarmos nossas defesas e deixarmos possíveis preconceitos de lado: essa modalidade de ensino e aprendizagem é cada vez mais forte no Brasil e no mundo.

Há alguns anos, muita gente também desconfiaria da eficácia do e-mail na comunicação empresarial. E hoje? Como trabalharíamos sem ele, sem as ferramentas tecnológicas de comunicação?

Sem exageros, sabemos que a tecnologia é um caminho sem volta e sempre em expansão. Muitas empresas já utilizam o sistema de EAD (Educação a Distância) para a realização de cursos e treinamentos em áreas específicas. Por que não usar esta ferramenta a serviço da instrução acadêmica e de idiomas também?

Na maioria das vezes, quando vamos escolher um curso, pensamos em ir para esta ou aquela instituição. É ótimo quando temos a oportunidade de nos deslocarmos fisicamente, mas imaginem só o aluno que mora em uma região distante do país, sem muitos recursos disponíveis na área universitária? E o executivo que viaja a todo tempo? Não seria o ensino online uma boa alternativa para que essas pessoas concluam e continuem os seus estudos?

Pode até parecer mais fácil estudar “pela Internet”, mas não é bem assim. O aprendizado online exige muito esforço e dedicação do aluno; demanda disciplina e organização para regrar os estudos. A questão é ter o perfil correto para seguir esse tipo de orientação.

Quanto ao aprendizado de idiomas, o EAD é uma ótima alternativa para quem simplesmente não tem tempo de frequentar uma escola ou prefere uma atenção mais individualizada. O conteúdo e a qualidade da aula são os mesmos. As habilidades comunicativas (falar, ler, ouvir e escrever) são normalmente praticadas e desenvolvidas. E o melhor: o aluno é incentivado a assumir mais responsabilidade por seu aprendizado, uma vez que precisará entrar em sites para exercícios extras, prática de pronúncia e outras atividades. Além do mais, não há aquela desculpa de “praticar inglês só na aula e esquecer tudo uma semana depois”. As ferramentas estão lá, vinte e quatro horas por dia. Chat rooms, comunidades de pessoas que estão aprendendo inglês, redes sociais, websites e tantos outros meios também fazem parte do aprendizado. Basta querer!

Para saber mais:

Cursos universitários licenciados no sistema de EAD:veja o site do Ministério da Educação: http://siead.mec.gov.br

Cursos de idiomas online:

Aliança Cultural Brasil- Japão (japonês)

http://www.acbj.com.br

Instituto Goethe São Paulo (alemão)

www.goethe.de/saopaulo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*