Google e Educação (inimigos ou parceiros)

Muito é dito por professores e pais, normalmente reclamando, sobre os efeitos que a internet e o google tem na educação dos alunos.

google

Talvez seja hora de enfrentar alguns preconceitos e aceitar que saber localizar informação no google é importantíssimo hoje me dia.

Vejam essa reportagem do canção nova notícias sobre uma experiência:

http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=283064

A reportagem mostra alguns lugares comuns sobre o google e a educação:

“A internet facilita o plágio de trabalhos prontos”

Bom, a internet facilita tudo. Como gostam de dizer na rádio Jovem Pan, isso é fato. A questão é se adaptar. Como os professores combatiam plágio antes? Você tinha que ter um conhecimento enorme e uma memória prodigiosa para conhecer cada fonte que os alunos poderiam plagiar.

A verdade é que a internet também facilita o contra-plágio. Simplesmente avise a seus alunos que você ira escolher  aleatoriamente alguma frase do trabalho e buscá-la no google, e caso encontre-a o aluno receberá nota zero.

Por exemplo: Entrei em um site especializado em trabalhos escolares prontos e vi um trabalho sobre adjetivos em inglês. Escolhi um parágrafo qualquer e busquei no google, colocando o conteúdo do parágrafo entre aspas. De cara apareceu no google o site de onde havia retirado o parágrafo (e mais alguns sites que plagiaram o primeiro também)

Isso funciona e reduz enormemente a chance de haver um plágio simples de CTRL+C, CTRL+V.

“Na internet qualquer um pode escrever qualquer coisa – como eu vou saber se está certo?”

Bons tempos em que podíamos confiar cegamente nos livros didáticos também… de qualquer maneira, que tal ensinar um pouco de senso crítico aos alunos?

É imperativo que os alunos, e professores também, saibam como pesquisar na internet. Ao mesmo tempo que o google facilita o acesso a infinitas fontes sobre os assuntos que pesquisamos, ele permite que você separe o joio do trigo com certa facilidade.

Sites bem feitos, apoiados por empresas, escolas e editoras sempre tem mais chance de ter conteúdo confiável – as pessoas e instituições por trás destes sites tem uma reputação a zelar.

Referências bibliográficas são amigas! Se o site tem algum link para a origem do conteúdo ou nome do autor, verifique esses dados. Busque no google no nome do autor, do livro. Veja quais os comentários que se faz sobre eles. Assim, você poderá ter uma noção de quanto a informação é confiável.

Como vocês podem ver aqui, o google não é um vilão tão grande, desde que tanto professores quanto alunos estejam armados de conhecimento para evitar as armadilhas. O conhecimento para evitar essas armadilhas é na verdade um dos mais importantes conhecimentos na sociedade atual.

Comments are closed.